Depoimentos

Veja o que as pessoas estão dizendo sobre o meu trabalho:

Avaliação: 5 de 5.

Grande Rodrigo, sempre estou lendo seus artigos, admiro o seu trabalho e acredito que a motivação de muitos na área é o saber de valores como os seus sendo compartilhado por uma justa causa, muito sucesso meu amigo.

Vilmar Becker

Avaliação: 5 de 5.

“Uma obra fundamental para quem deseja entender de forma mais profunda o fenómeno trânsito. O Rodrigo Vargas é um verdadeiro militante nas questões que dizem respeito a segurança viária. Super indico!”

José Cláudio

Avaliação: 5 de 5.

“Iniciei a leitura do e-book “O Efeito Transformers em Trânsito” de autoria do Psicólogo Rodrigo Vargas de Souza e quero compartilhar algumas impressões. Optei por fazer este relato, considerando que, como muitos já sabem, há poucas referências de leitura e consulta na área de conhecimento do trânsito.

O modo como o livro está organizado facilita a leitura e a torna agradável. O livro apresenta quatro tópicos principais, nos quais estão divididos em subtópicos. Os tópicos são: 1. Dando a partida, 2.Subjetivação em linha de montagem, 3. O carro e a produção de subjetividade, 4. Recalculando rotas e finaliza com Avaliação.

O livro apresenta uma explanação que provoca a reflexão sobre a “mecanização” do homem e a subjetividade do veículo, é uma tentativa de problematizar a relação entre ser humano e máquina, em específico o carro. Ou seja, busca evidenciar a troca “de papéis” e as implicações sociais decorrentes disso, principalmente em relação aos comportamentos dos motoristas “em trânsito”.

O autor utiliza de conhecimentos de diferentes áreas como: psicologia, filosofia, antropologia, sociologia… com isso cria um recurso para construir um texto reflexivo a ponto de demonstrar que o tema trânsito não é exclusivo de uma única área de conhecimento. E que por isso a busca por soluções para o trânsito também não deve ser restrita a uma única área. Na minha opinião, esse é o “x” da questão, precisamos unir: conhecimentos, esforços e experiências de diferentes áreas para propor intervenções sociais efetivas no trânsito.

Aproximando a leitura da minha área de trabalho e de pesquisa, a psicologia e o processo de formação de condutores, tenho dois pontos a destacar. Primeiro: no tópico 4, Recalculando rotas, o autor apresenta uma reflexão sobre a atuação do psicólogo no trânsito. A questão que norteia a reflexão é a seguinte: “e se a Psicologia se preocupasse além das avaliações, também com os processos de produção de sujeito-condutor? Esse questionamento suscita discussões e avaliações sobre o papel do psicólogo no processo de formação de condutores. Além disso, o autor questiona o fato de a aplicação de testes psicológicos ainda ser, muitas vezes, o único instrumento a ser utilizado na avaliação psicológica. Comenta que o uso excessivo dos testes psicológicos contribui para banalizar sua eficácia e prejudicar a imagem profissional do psicólogo. Outro fator que contribui para má imagem é a precariedade de produção científica da psicologia aplicada ao trânsito. A expressão “recalcular rotas” sugere a possibilidade de enxergar novos destinos para a atuação do psicólogo no trânsito, para além da avaliação psicológica. Uma alternativa apresentada pelo autor é a possibilidade de pensar os processos de produção de sujeito-condutor.

O segundo ponto trata do processo de formação de condutor, Rodrigo acredita que ainda há tempo para “promover uma formação que estimule não apenas uma serialização mecânica dos sujeitos, mas uma formação integral” (p.84) com o intuito de além de formar condutores, formar também cidadãos. Na minha experiência enquanto pesquisadora e profissional da área do trânsito, eu acredito que é possível sim formar cidadãos no trânsito, mas para isso é preciso ter clareza de quais comportamentos necessitam ser desenvolvidos por esses futuros condutores e de criar condições para promover aprendizagens desses comportamentos. Um trabalho que exige um esforço em conjunto.

Fica a sugestão de leitura para quem tiver interesse, lembrando que o livro é destinado para qualquer pessoa que goste de ler e refletir sobre questões do trânsito.”

Elaini Karoline Russi

Avaliação: 5 de 5.

“Trabalho com educação e segurança de trânsito há muitos anos. Sempre busco inspiração para conseguir levar essa mensagem a frente e sua obra contribuiu demais pra isso. Seu trabalho nos mostra novos e importantes rumos. Muito obrigado!”

Robson José da Silva

Avaliação: 5 de 5.

Eu acompanho o Rodrigo há algum tempo, até porque é minha área, para poder passar aos alunos mais responsabilidade, acho o Rodrigo uma referência em psicologia do trânsito nos dias atuais, entre outras autoridades comprometidas com a segurança do trânsito, Rodrigo traz muita informação real útil, principalmente para quem trabalha com legislação de trânsito.

João Gonçalves Martins Neto

Avaliação: 5 de 5.

Rodrigo é um cara comprometido com a educação para a mobilidade, com um trânsito mais seguro e uma mobilidade mais humana. Admiro sua dedicação em sempre buscar se aprimorar e estudar assuntos relacionados à mobilidade.”

Rodrigo Mata Tortoriello

Avaliação: 5 de 5.

“Ótimo profissional na área.
Conteúdos e textos interessantes. 🤝👍”

Mineia Rodrigues

Avaliação: 5 de 5.

O material intuito e as colocações trazidas por Rodrigo em suas publicações, colaboram com o entendimento de como nos relacionar com a cidade, principalmente no ambiente do trânsito e dos sistemas de transportes. Fomentar esse tema é importante para transformação social.

Ricardo Henrique

Avaliação: 5 de 5.

“Rodrigo, você é uma das minhas esperanças: hoje e no futuro. Essa visão de um trânsito mais inteligente e humanizado precisa de stakeholders qualificados!”

Celso Mariano

Avaliação: 5 de 5.

“Rodrigo é um entusiasta da mobilidade urbana, dedica sua vida em prol de um trânsito melhor. Costumo ler e apreciar seus artigos, sempre com conteúdos valiosos. Hoje trabalhamos na mesma empresa, temos o mesmo propósito. Não deixem de acompanhar os pensamentos e a opinião do meu amigo Rodrigo!”

Diego Buss de Oliveira