Sobre mim

Sou Psicólogo, coach e neurolinguísta, atuo desde 2009 como Agente de Fiscalização de Trânsito e Transporte na EPTC, órgão Gestor do trânsito na cidade de Porto Alegre. Desde 2015, lotado na Coordenação de Educação para Mobilidade do mesmo órgão.

Atualmente, sou colunista convidado de diversos blogs, sites e portais na área do trânsito, como o Portal do TrânsitoAutoescola Online e TrânsitoWeb, canais de notícias focados em prevenção e educação no trânsito.

Inscreva-se no meu Blog

Faça parte dessa grande família que trabalha diariamente por um trânsito melhor e receba novas postagens direto na sua caixa de e-mails.

Junte-se aos outros seguidores de 8.330


Conheça o meu canal no youtube

Conheça meu e-book

Em suma, esse ensaio tem como objetivos, além de uma crítica às atuais contribuições (ou falta delas) da Psicologia para com a área do trânsito, a problematização da relação entre sujeito humano e máquina – mais especificamente o carro, os processos de subjetivação derivados dessa relação e suas consequências para o trânsito. Diante do atual cenário tecnológico, já não me parece mais possível discernir “onde termina o humano e onde começa a máquina?” Ou ainda: “onde termina a máquina e onde começa o humano?”. A existência do ciborgue não nos intima a questionar sobre a natureza das máquinas, mas sim sobre a natureza do humano: afinal, quem somos nós?

E-book em formato PDF.


depoimentos

Veja o que as pessoas estão dizendo sobre o meu trabalho:


Painel 1

Blog

Procuro nos meus textos colocar em discussão alguns dos processos envolvidos na relação do sujeito com o automóvel, percebendo que o trânsito vem se tornando um problema de saúde pública. Tendo como objetivos, além de uma crítica às atuais contribuições (ou falta delas) da Psicologia para com a área do trânsito, a problematização da relação entre homem e máquina, os processos de subjetivação derivados dessa relação e suas consequências para o trânsito.

Área do Painel 2
Painel 3

Palestras

Em minha prática diária, percebo que o trânsito é tratado pela maioria das pessoas sem a devida importância. O trânsito mata todo o ano no mundo aproximadamente a população da cidade de Porto Alegre, mas poucas pessoas sabem disso.

Procuro levar nas minhas palestras alguns dados como esse, além de alertar para a responsabilidade de cada um, enquanto cidadão, para construção não apenas de um trânsito melhor, mas de uma sociedade como um todo.

O debate de temas como esses é fundamental, pois disso depende o mundo que deixaremos para as próximas gerações.

GALERIA

conheça ALGUMAS DAS minhas palestraS

Painel 4

Contato

PREENCHA O FORMULÁRIO DE CONTATO.

Farei o possível para entrar em contato o quanto antes.